♥ Olá!

Certamente você já conhece esse livro e se ainda não leu provavelmente já ouviu falar nele ou no quanto essa capa é linda. Estou certo?

"A livraria dos corações solitários" é o primeiro livro de uma série da autora Annie Darling, foi publicado esse ano pela Editora Verus e a ambientação da trama é bem familiar para nós, leitores, apaixonados por livros e por passar algumas horas dentro de uma livraria. É um chick-lit engraçado, mas de longe uma leitura especial e marcante.

A jovem Posy Morland, de apenas 28 anos, ficou responsável pela criação de Sam, seu irmão mais novo, quando seus pais morreram num acidente de carro há alguns anos. Atualmente os dois moram de favor na parte de cima da livraria Bookends, onde Posy trabalha e passou boa parte de sua vida entre os livros, curtindo seus romances prediletos. A dona da livraria, a simpática Sra. Lavínia, sempre teve os dois como netos e sempre cuidou muito bem deles. No entanto, infelizmente Lavínia acaba de morrer e essa tragédia oferta a Posy e Sam um futuro incerto. Durante a leitura do testamente a funcionária descobre que herdou de Lavínia a livraria cheia de dívidas e uma missão complicada de tirar a Bookends do buraco. Ela tem apenas dois anos para fazer isso, caso contrário a livraria irá para Sebastian, o neto grosseiro e arrogante de Lavínia, por quem Posy nutriu uma paixão secreta quando mais nova. 

Sebastian é rico e dono de uma péssima reputação, o total oposto de nossa protagonista, que é uma mulher romântica e amorosa.  No entanto, mesmo não gostando um do outro - diria até que se detestam - há algo oculto entre eles e uma divergência de ideias também. O plano de Posy é fazer da Bookends uma livraria especializada em livros de literatura romântica. No entanto, Sebastian acredita que as coisas podem melhorar se a livraria se especializar na vendagem de romances policiais.

Entre o amor e o ódio, um clichê e outro, e todas as características dadas a um chik-lit, "A livraria dos corações solitários" nos apresenta uma história instigante, mas que de certa forma decepciona.

A história é encantadora? Sim. Até o momento em que se desenvolve e o leitor pode perceber que não há nada de muito novo, que o clichê é conduzido com a mesma fórmula dos demais (o que você diria daquele casal que briga o tempo todo para descobrir que se amam em seguida?), o que torna a coisa muito previsível. A consequência disso? O drama que acaba se instalando não gera o sentimento que poderia causar no leitor e o resultado é um romance sem muita graça.

A capa do livro é maravilhosa, a personagem Posy também. E para não dizer que não falei das flores... O enredo fica mais interessante quando a personagem começa a escrever seu romance de época, com um titulo ridículo, diga-se de passagem. A história até que fica engraçada. São boas também as referências literárias, de autoras consagrados. Por exemplo, Julia Quinn e nossa querida Jane Austen.

Se não fosse a escrita impecável, leve e clara da autora talvez a história passasse totalmente despercebida. No entanto, a narrativa, que é apresentada em terceira pessoa, é suportável, mas volto a dizer: não é marcante. Não há muito o que esperar dela. É OK! 

A história de Posy é a primeira da série A Livraria dos Corações Solitários, que vai retratar cada um dos funcionários da livraria, um "alegre bando de desajustados", que por uma razão ou outra desistiram do amor e, ainda assim, o encontram quando menos esperam. 

Bjão,



Olá, 
FELIZ DIA especial,
FELIZ DOMINGO ♡

Hoje é aquele dia dedicado a homenagear nosso pai, aquele herói que muitas vezes nos acompanha desde o momento em que nascemos, outras vezes nos acompanha no meio do caminho e ainda assim faz nascer um sorriso imenso no nosso rosto e um sentimento de felicidade. 

E como homenagem a esse dia, escolhi um livro que chegou às minhas mãos há pouco tempo e de maneira despretensiosa ganhou meu coração e meu carinho. 

"HOCUS POCUS - Um pai de presente" foi escrito por Kiara Terra e ilustrado por Ionit Zilberman e a primeira edição do livro foi publicada pela Companhia das Letrinhas (em 2012), selo da Companhia das Letras, direcionado ao público infantil. 
Você sabia que, com apenas uma palavrinha mágica e um PLIC, tudo aquilo de que a gente gosta pode de repente aparecer no papel e ficar guardado para sempre? Pois é, esse é só o primeiro dos muitos segredos que este livro guarda..."
Cheio de ilustrações no estilo foto polaroide, Hocus Pocus traz ao leitor uma história poética e reflexiva sobre quem é e quem pode vir a ser nosso pai. Narrado em primeira pessoa e se apoiando nas imagens e seus traços tão cheios de cuidado e sensibilidade, a história emociona pela fidelidade, sensatez e generosidade com o tema. A personagem narra sua história com o rapaz que se tornou seu pai, como ele chegou, o período de adaptação numa vida nova, entre outras situações.  
"Algumas meninas nascem e seu pai está logo ali, ao lado, segurando a máquina fotográfica para, PLIC, fazer uma foto - e poder lembrar, depois, como suas filhas eram delicadas e gordinhas ao nascer. Outras meninas encontram seus pais pelo caminho..."



A narrativa se utiliza de metáforas, repetições que lhe conferem um tom poético também, além de uma característica filosófica muito bem colocada e feliz, direcionada ao público que deseja atingir. No entanto, não é impossível que qualquer outro tipo de leitor se emocione, viva o passado ou seja pego de surpresa pelo sentimento de saudosismo ofertado pela história. Isso porque Hocus Pocus passa longe de um texto simplório. Muito pelo contrário. No livro há um texto que não subestima a capacidade de entendimento do leitor e busca fazê-lo compreender o amor do outro, a generosidade do outro, e o respeito que devemos ter pelo outro. 
"Bem no começo era um pouco desajeitado ter pai. Era a primeira vez que ele tinha filha.
Mas a gente nunca ligou pra isso.
Era como aprender a andar de bicicleta. A gente era pai e filha um pouquinho a cada dia." 
Pai não é aquele que faz de você mais um habitante do mundo. Não é só aquele cujo sangue na veia é o mesmo que o seu. Pai também é aquele que te abraça como você é e te aceita como seu; pai é aquele que cria com todo o carinho e cuidado mesmo sabendo que talvez não precise tomar para si a responsabilidade de ser PAI.

FELIZ DIA DOS PAIS a todos os pais leitores, não leitores; trabalhadores e donos de casa. Feliz dia dos pais a você que é mãe também.



|Esse livro foi cedido pelo Ministério da Educação para a escola onde dou aula, para benefício e incentivo da leitura aos alunos do terceiro ano do ensino fundamental.|



Bjão,




Pípol,
Feliz Segunda-feira!

Uma semana linda para vocês e de novidades também.

Hoje trago uma postagem especial sobre um lugar que conheci no último sábado e me deixou muito inspirado.


Sou apaixonado por coisas diferentes, feitas à mãe, de qualidade. E eu encontrei tudo isso na loja Somos Coletivo Criativo. Foi um achado despretensioso. Durante um passeio com os amigos pelo shopping encontrei a loja e logo da entrada fiquei encantado. Entrei e não queria mais sair.

É um espaço MA-RA-VI-LHO-SO, cheio de coisas maravilhosas, com uma estrutura incrível.  

Sabe aquele lugar onde você se sente à vontade, se sente em casa? Essa é a Somos Coletivo Criativo. Uma loja que reúne trabalhos artesanais, de artistas diferentes, para todos os estilos. É uma loja colaborativa multicultural. Legal a ideia não é? E ainda tem local para descanso, um local para as crianças brincarem, além de um barzinho. Também acontecem muitos eventos no espaço, inclusive próximo sábado um tatuador famoso vai estar mostrando seus desenhos exclusivos e fazendo tatuagens no local.

Tirei algumas fotos porque não poderia faltar, se tratando de Diego França. Também fui fotografado, claro.





E aí, gostaram? Tem mais coisas lindas. Se você mora em Salvador aproveite para visitar e comprar coisas legais.

Eu fiquei realmente apaixonado por tudo o que vi e pelo ambiente aconchegante.

Se quiser saber mais sobre a loja e o trabalho dos envolvidos no projeto siga o perfil no instagram  SOMOS COLETIVO CRIATIVO.

 Bjão,



Olá,
pípol!


Posso começar desabafando que estou incomodado com o frio que está fazendo aqui em Salvador? Pois bem! Muita gente está me chamando de fresco, dizendo que "em Salvador não faz frio; 20º não é frio" e coisa e tal. Mas olha, frio é frio e todo mundo sente, não importa se aqui faz 19º ou em São Paulo - 0º (ah, me deixe!)

ATENÇÃO: o frio me deixa desorientado, não sei lidar.


Mas mudando de assunto, hoje decidi trazer uma postagem que reúne várias TAGs literárias em uma só. Muitos colegas me marcam no instagram para que eu possa responde-las, e há muito tempo não faço isso. Portanto, irei juntar algumas perguntas num poste só e assim vocês podem me conhecer um pouco maise até perceber que não sou um poço de calmaria e outras coisas mais. 



O LIVRO QUE ESTÀ NA MINHA CABECEIRA:
É "Minha Vida Fora dos Trilhos", lançamento da Darkside. Comecei a ler há poucos dias, não posso dizer muita coisa sobre ele, se estou gostando ou não porque está bem no início, mas em breve tem resenha.

UM LIVRO QUE QUALQUER PESSOA (que me conhece bem) FICARIA SURPRESA DE ENCONTRAR NA MINHA ESTANTE sem dúvidas é algum livro com conteúdo erótico, os chamados livros HOT. Eu não curto esse tipo de leitura, embora tenha dois para marcar as exceções: "O Acordo" e "O Erro", ambos da Elle Kenedy. 

O TIPO DE HISTÓRIA QUE ME CHAMA ATENÇÃO é aquela que tem muito drama, que me tire do lugar comum, que me causa estranhamento, que me incomoda, que me faça refletir muito durante e depois da leitura. 



SE EU PUDESSE ENCONTRAR UM AUTOR (VIVO OU MORTO): eu certamente escolheria encontrar o Lewis Carroll, o David Nicholls, a Jandy Nelson. Todos eles escreveram histórias que me marcaram muito forte e me ajudaram a me conhecer mais como pessoa também.

MINHA ESTAÇÃO DO ANO FAVORITA: é o verão! I LOVE verão. Muito sol, dias claros, céu azul, praia cheira... AMO FORTE!

MINHA BEBIDA FAVORITA: é chocolate quente. Cai muito bem com o frio que está fazendo e a leitura gostosa que a gente faz usando uma meia e se cobrindo num edredom bem quentinho. 


UM LIVRO QUE SEMPRE RELEIO OU QUE SEMPRE ESTOU DANDO UMA "OLHADA" EM ALGUNS CAPÍTULOS é Alice no país das maravilhas. Sempre, sempre estou dando uma lida, lendo algo nele, principalmente porque não tenho somente uma edição. Gosto de comprar as traduções e tirar algumas frases que acho interessante.

UM LIVRO QUE EU INDICARIA MUITO VOCÊ FAZER A LEITURA, principalmente se estiver de férias É "Os Meninos da Rua Paulo", de Ferenc Molnár. Esse livro é um clássico e foi publicado pela Companhia das Letras esse ano. 

COMBINAÇÃO DE LIVRO E MÚSICA é algo que nem sempre funciona comigo. EU ADORO música, EU ADORO livros, mas nem sempre essas duas coisas maravilhosas podem estar juntas. Há livros que pedem uma atenção maior e a música me deixa disperso, então prefiro sempre ter um momento único para cada uma delas. E vocês conseguem?


MEU SEGUNDO NOME é FRANÇA E MEU ÚLTIMO NOME é PORCIUNCULA. Eu tinha sérios problemas com ele quando criança porque além de não gostar, as pessoas nunca entendiam ou sabiam escrever. Eu ficava tão irritado! Hoje sou mais tranquilo e até g
osto do meu nome completo. É harmonioso.

EU FICO BRAVO quando estou lendo e alguém interrompe minha leitura toda hora para conversar. Por sinal, ao contrário do que muitos pensam, eu não sou uma pessoa calma. Sou bem estressadinho e impaciente. Paviu curto mesmo. E sou chorão também.

EU TENHO UM AMOR GRANDE PELA FOTOGRAFIA e adoro ser fotografado também, embora já não goste muito da minha imagem nas fotos como antes. A foto abaixo foi tirada esse ano, dia 08 de fevereiro, um dia depois do meu aniversário. É Yatch clube da Bahia, na Barra. Muita gente pensa que é montagem, mas não é. A natureza é bela assim mesmo, vamos parar para enxergá-la um pouco mais e tratá-la bem.



★★★

Espero que tenham gostado de saber um pouco mais sobre mim. Gostaria de saber sobre vocês também, me contem!

Bjux,





Oi, gente!!!

hoje começamos mais uma promoção em conjunto com os nossos blog amigos para dar aos nossos seguidores livros de presente no Dia dos Pais. 

Ah, mas você não é pai??? Tudo bem, não esquenta! Isso é só um pretexto porque a gente gosta mesmo é de ver os nossos seguidores felizes!!!

Veja as regras abaixo e participe!!!